Pastoral Vocacional/ Serviço de Animação Vocacional (PV/SAV) Província Eclesiástica de Mariana

Aconteceu, nos dias 28 e 29 de setembro de 2019, no Seminário Diocesano de Nossa Senhora do Rosário, a reunião e formação da Equipe PV/SAV da Província Eclesiástica de Mariana. Estiveram presentes todas as Dioceses de nossa Província, sendo, Arquidiocese de Mariana, Diocese de Caratinga, Diocese de Governador Valadares e Diocese de Itabira/Coronel Fabriciano. Representando cada diocese, houve, padres, leigos, seminaristas, religiosas consagradas e a presença de nosso Bispo Diocesano, Dom Emanuel.

O encontro teve como tema, “Vocação e Discernimento” e lema, “Mostra-me, Senhor, os teus caminhos” (Sl 25, 4). Com isso, toda equipe teve a oportunidade de aprofundar melhor o estudo do IV Congresso vocacional que aconteceu em Aparecida – SP no início de setembro deste ano.

Durante os dois dias de encontro, tivemos a oportunidade de refletir sobre alguns desafios e avanços acerca da PV/SAV, cuja necessidade é dar ênfase ao despertar e à formação, resgatando justamente o tema do acompanhamento e do discernimento. Além disso, houve muita oração, partilhas e troca de experiências vividas em cada Diocese. Todos são vocacionados à santidade, religiosos e religiosas, leigos e leigas, padres, bispos e seminaristas, enfim, todos os batizados. “Vocação é amar” (Papa Francisco), por isso, a pessoa humana é um ser no amor e para o amor; logo, o fundamental da vocação é o ser pessoa humana e cristã. Durante o encontro, também, se propôs resgatar a grande vocação à vida, tema recorrente na atualidade, de agora em diante, em tudo que se refere às vocações e à animação vocacional.

Dom Emanuel refletiu um pouco sobre a cultura vocacional e advertiu a todos que “a Igreja deve ser Mãe; devemos seguir os exemplos do Papa Francisco, que vive aquilo que ele está pregando. Os gestos que ele faz impressiona o mundo inteiro, dessa forma, precisamos de pessoas que tenham coragem de viver a radicalidade do Evangelho. Nós vocacionados precisamos ter essa caminhada firme, segura, com corações abertos e cheios de ternura, dentro da realidade de cada um, ou seja, com os pés no chão. Precisamos viver nossa vocação no chão da história, seguindo Cristo Ressuscitado, mas com a ousadia de primeiro, assumir a cruz de cada dia junto d’Ele. Somos a Igreja da Cruz. Nós precisamos desta coragem de pregar a realidade e mostrar essa beleza, o ouro que está em nossos corações, pois, o tesouro da nossa vida está na radicalidade da cruz. Nós temos um futuro objetivo bonito, cuja realização é viver plenamente nossa vocação: a santidade, a radicalidade do seguimento.”

Colaboração – SAV-   Texto- Evandro Pádua- Seminário Nossa Senhora do Rosário

Fotos – Lucas Venâncio-   Seminário Nossa Senhora do Rosário