Conheça “NOSSA SENHORA DA COMUNICAÇÃO”

*Durante a Primeira Guerra Mundial, uma bomba atingiu, em Albert (Somme, França), a imponente Basílica de Nossa Senhora de Berbières, a qual possui no cume de sua torre de 62 metros a dourada imagem de Maria apresentando o Menino Jesus, obra do artista francês Albert Roze. No trágico ocorrido, a basílica fora destruída, mas a imagem manteve-se no mesmo lugar, calcada sob os abalados alicerces da igreja destruída, num equilíbrio muito tênue e à beira de despencar. Após a Guerra a basílica foi reconstruída e uma réplica de belíssima imagem foi reposta no alto da torre. *No Brasil, a imagem tornou-se conhecida a partir de uma réplica doada aos salesianos de Itatiaia, em Minas Gerais, que nomearam a imagem francesa de “Nossa Senhora da Comunicação”. Sobre isto, vemos um artigo na página da Diocese de Münster, na Alemanha, assinado por um jornalista com as iniciais “GM”, que relata o seu encontro com esta imagem: * “Vi a pequena estátua de Nossa Senhora na capela dos salesianos, em Itatiaia, não longe da cidade brasileira de Belo Horizonte, e lembrei-me de Novalis: “vejo-te, Maria, representada com carinho em imagens mil…” Aqui, no Centro de Produção de Filmes e Vídeos destes religiosos italianos e brasileiros, vi uma nova imagem de Maria: a Mãe da Comunicação. Estranho e surpreendente pelo menos para quem associa o conceito ‘comunicação’ com o processo técnico de veiculação de notícias. E, no entanto, conforme me disse Pe. Antônio Pacheco de Paula, em última análise, Maria nos transmitiu a notícia mais significativa, a mensagem mais importante para nossa vida: Jesus. E já que nós, jornalistas, por profissão, nos ocupamos principalmente com veiculação de notícias e mensagens, não é tão estranho que a gente se considere, por assim dizer, colega de Maria. Ela proporcionou a nós, humanos, a melhor notícia, o ‘furo’ sem igual: Cristo está sempre junto de vocês, não precisam ter medo, Ele está a seu lado. Por isso, como mostra nossa reprodução gráfica, Maria levanta bem alto o menino Jesus, à maneira de um cabeçalho: a manchete de nossa vida!

Fonte= Diocese de Guanhães