Centenário do Jubileu é tema de desfile de 7 de Setembro em Bom Jesus do Galho

Aproximadamente três mil pessoas acompanharam na manhã do último dia 7 o desfile cívico em comemoração à independência do Brasil do domínio da Coroa Portuguesa.
O evento, que teve como tema o Centenário do Jubileu do Senhor Bom Jesus, foi aberto com a apresentação da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). “Com esse desfile, homenageamos Jesus, que viveu e lutou sem descanso pela igualdade de direitos”, explicou a coordenadora da Associação, Iracema Nayara. Segundo ela, “o propósito da instituição foi ainda dar um viva à educação inclusiva que respeita e valoriza as diferenças, uma ideia estampada em um cartaz fixado na Kombi escolar da Apae”.
A Escola Municipal Professora Pacífica de Oliveira Gomes Paiva comemorou o 7 de Setembro e o Centenário do Jubileu com muitos balões em forma de coração e um bloco de alunos vestidos de anjos. “Os corações foram usados para representar o amor de Jesus pelos homens. Os anjos, seres celestiais e espirituais, mensageiros de Deus, segundo relatos bíblicos, simbolizaram a proteção divina dos homens sobre a Terra”, explicou Ana do Carmo Coelho, diretora municipal de Educação.
O grupo Feliz Idade semeou virtudes, bons sentimentos destacados em cartazes que o grupo apresentou durante o ato cívico. “Como disse a poetiza Cora Coralina, bondade se aprende. Os idosos, com toda a sua experiência acumulada ao longo dos muitos anos de vida, ensinaram a lição”, enfatizou a educadora física e coordenadora do movimento, Mônica Castro.

Alunos do Centro Municipal de Educação Maria da Penha Ivone Abrão exaltaram o Centenário do Jubileu por meio de performances que enalteceram também a cidade muito conhecida pela tradicional festa religiosa. A escola levou para a praça a representação de versos do Hino a Bom Jesus, a bandeira do município e homenageou todos os sacerdotes que já passaram pela paróquia. Fotos dos religiosos foram exibidas em banners. O Centro dedicou um bloco aos atletas da escola pela conquista de medalhas nos Jogos Estudantis do Interior de Minas (Jemg). A Escola Estadual Pedro Martins Pereira homenageou o Centenário do Jubileu referenciando algumas cidades de onde vêm muitos romeiros para se unir aos bonjesuenses “num só Espírito de fé, de esperança, em favor da unidade de todos pelo vínculo da paz”, de acordo com os organizadores do desfile.
Encerrando o ato cívico, a Escola Estadual Padre Dionísio Homem de Faria relembrou a primeira capela construída na sede, em 1880, retratada em uma maquete produzida pelos alunos do educandário. O templo deu lugar à segunda igreja, construída na década de 20 e que, por sua vez, cedeu espaço para o Santuário do Senhor Bom Jesus, onde acontece o Jubileu. O Santuário, erguido nas décadas de 40 e 50, também ganhou representação em maquete, assim como a igreja demolida para ceder sua área para a nova construção.
As fanfarras Municipal e Tambores de Minas marcaram o ritmo do desfile, que contou com a participação das alunas do ballet do Cras e da equipe do Núcleo de Assistência à Saúde da Família (Nasf).

 


PELOTÃO DA SAÚDE
A Prefeitura Municipal ofereceu serviços de saúde ao público durante o evento, como aferição de pressão arterial e glicose, além de uma ambulância que ficou disponível ao lado da tenda onde estavam sendo feitos os atendimentos.
O prefeito municipal, Willian Batista de Calais, acompanhou algumas ações, ao lado da nova secretária de Saúde, a enfermeira Neuricéia Martins Sales da Silva, Neurinha.
Em seu pronunciamento, o chefe do Executivo disse que o Desfile Cívico fica como um marco na história da cidade, “por sua tradição e por ter homenageado uma outra tradição, o centenário Jubileu”.
A diretora de Educação, Ana do Carmo Coelho, agradeceu a todos que colaboraram para a realização da festa da pátria. “Sem a união de tantas pessoas de boa vontade seria impossível a promoção deste grande evento em homenagem ao nosso Brasil e ao nosso Jubileu”.
O desfile do 7 de Setembro, que foi promovido pelo Departamento Municipal de Educação, com apoio da Prefeitura Municipal de Bom Jesus do Galho, contou com a participação do padre José Paula e de outros religiosos, de secretários municipais, vereadores e lideranças comunitárias.


FEIRA
Outras atrações do fim de semana no município foram a Feira Livre do Agricultor, que ajudou a movimentar a praça, e o 19º Quartelense Ausente, festa que lotou a região central do distrito nos dias 6, 7 e 8 de setembro.

FONTE =Diário de Caratinga

Centenário do Jubileu é tema de desfile de 7 de Setembro em Bom Jesus do Galho