Primeira vez de um papa no Golfo Pérsico: Francisco nos Emirados Árabes

Autor Claudio Geraldo | Data 6 de fevereiro de 2019



Teve início neste domingo, 3 de janeiro, a viagem apostólica do papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos.

 

Antes da viagem, o papa publicou mensagem no Twitter ressaltando o objetivo da viagem, “para escrever juntos uma página de diálogo e percorrer juntos caminhos de paz”.

 

Estou de partida para os Emirados Árabes Unidos. Vou para aquele país como irmão, para escrever juntos uma página de diálogo e percorrer juntos caminhos de paz. Rezem por mim!

 

Em vídeo-mensagem divulgada na última semana, Francisco declarou estar feliz em visitar os Emirados Árabes Unidos, uma “terra que busca ser um modelo de convivência, de fraternidade humana e de encontro entre as diferentes civilizações e culturas, onde muitos encontram um lugar seguro para trabalhar e viver livremente, no respeito das diversidades”.

 

A realidade multicultural e multiétnica da Igreja no Golfo Pérsico foi descrita em um livro de autoria do vigário apostólico na Península Arábica, dom Paul Hinder. Ao Vatican News, o prelado contou que a forte migração que levou milhares de asiáticos, sobretudo das Filipinas e da Índia, a trabalhar nos países do Golfo fez renascer o cristianismo: “hoje são cerca de um milhão os católicos que representam 50% de todos aqueles do Oriente Médio”.

 

Nesta perspectiva, Francisco participa do encontro inter-religioso com o tema “Fraternidade humana”, na segunda-feira, no Founder’s Memorial de Abu Dhabi. O convite foi feito pelo Xeque Mohammed bin Zayed bin Sultan Al Nahyan.

 

O papa retorno ao Vaticano no final da tarde de terça-feira. A diferença de horários entre a capital dos Emirados Árabes Unidos e o Brasil é de seis horas à frente.

 

Agenda do dia

 

Nesta segunda-feira, Francisco dedicou sua agenda ao diálogo inter-religioso. Após celebrar a missa em caráter privado no Palácio Al Mushrif, onde pernoita em sua estada em Abu Dhabi, o Pontífice se dirigiu ao Palácio Presidencial para a cerimônia de boas-vindas.

 

Ali, foi acolhido pelo príncipe herdeiro, Xeque Mohammed bin Zayed Al Nahyan. Após a execução dos hinos e da apresentação das delegações, os dois líderes se reuniram para um encontro privado.

 

O príncipe herdeiro é filho do Xeque Zayed bin Sultan Al Nahyan, que é considerado o “pai da nação” e primeiro presidente dos Emirados Árabes Unidos, e irmão do Xeque Khalifa bin Zayed Al Nahyan, presidente dos Emirados Árabes Unidos.

 

Após deixar a residência presidencial, o Pontífice voltou para o Palácio Al Mushrif para o almoço.

 

 

Com informações do Vatican News

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600