Pastoral do Menor

QUEM SOMOS

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB conta com o Setor de Pastoral Social, cujo Setor encontrou sua fundamentação teológica em duas noções: a de ser “presença e serviço na sociedade” . A Pastoral Social é um serviço da Igreja voltado para as diferentes situações como, saúde, terra, trabalho, moradia, crianças e adolescentes… o que justifica a existência de um Setor com a finalidade de congregar todos esses serviços. Por sua vez, a complexidade da sociedade encontra respostas na complexidade das pastorais sociais. A Pastoral do Menor é uma das pastorais sociais que, sob a coordenação da CNBB, integram o Setor.

A Pastoral do Menor tem seus inícios na cidade de São Paulo, no ano de 1977 tendo como missão a “promoção e defesa da vida da criança e do adolescente empobrecido e em situação de risco, desrespeitados em seus direitos fundamentais” . A partir de 1982, com a realização das Semanas Ecumênicas em São Paulo, iniciativa da Pastoral do Menor, a organização foi ganhando força e se enraizando em outras cidades e estados brasileiros. Em 1987, com a Campanha da Fraternidade da CNBB, que trazia como tema “A Fraternidade e o Menor” e como lema Quem acolhe o menor a mim acolhe, essa pastoral ganhou um novo impulso. Está presente hoje em 21 Estados da Federação.

OBJETIVOS

A Pastoral do Menor se propõe, à luz do evangelho, estimular um processo que visa à sensibilização, à conscientização crítica, à organização e à mobilização da sociedade como um todo, na busca de uma resposta transformadora, global, unitária e integrada à situação da criança e do adolescente empobrecidos e em situação de risco, promovendo, nos projetos de atendimento direto, a participação das crianças e adolescentes, como protagonistas do mesmo processo.”

São objetivos específicos da Pastoral do Menor:

* Estimular o trabalho de base, dentro da linha comunitária, em vista de uma democracia participativa;
* Incentivar um novo tipo de relação entre as crianças e adolescentes, educadores e comunidade em geral;
 *Desenvolver ações capazes de apontar caminhos a serem assumidos pela sociedade e pelo poder público;
 *Denunciar toda forma de negligência e violência contra a criança e o adolescente;
 *Sensibilizar e mobilizar os diversos segmentos da Igreja e da sociedade acerca da criança e do adolescente, como sujeitos de direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

 

http://www.pastoraldomenornacional.org/quem_somos.htm

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600