Padre Ademilson defende dissertação de mestrado na PUC-SP

Autor Claudio Geraldo | Data 14 de novembro de 2017



Na última quinta-feira, dia 9 de novembro, padre Ademilson Tadeu Quirino, do clero diocesano de Caratinga que nos últimos dois anos estava morando em São Paulo para a realização de um curso de mestrado da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, fez a defesa de sua pesquisa diante da banca examinadora, sendo aprovado com nota máxima.

 

O trabalho que teve como tema “A escuta da Palavra de Deus proclamada na liturgia: um desafio em tempos líquidos”, foi apresentado diante dos professores Marcelo Furlin , doutor em letras; Maria Freire da Silva, doutora em teologia dogmática; e Valeriano dos Santos Costa, doutor em sagrada liturgia e orientador de padre Ademilson durante o processo de pesquisa.

 

Os três examinadores atribuiram nota 10, que é a nota máxima, ao trabalho de padre Ademilson. A partir de agora, padre Ademilson passa a ter o título de Mestre em Teologia Cristã, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

 

De acordo com padre Ademilson, seu trabalho teve como objetivo apresentar alguns elementos de profunda relevância para compreender a importância da escuta da Palavra de Deus proclamada na liturgia “em tempos líquidos”. O autor lembra que a expressão “tempos líquidos”, defendida pelo sociólogo polonês Zygmunt Bauman, traduz um dos grandes desafios atuais para tornar satisfatória tal escuta.

 

“Na sociedade moderna, em que se vive a cultura dos ruídos, deve-se privilegiar o espaço celebrativo como ambiente do silêncio e da escuta. Visa assim despertar no coração do ouvinte, por meio de gestos e palavras, a dimensão sacramental das Sagradas Escrituras na liturgia, numa perspectiva dinâmica, ritual, pedagógica, mistagógica e vivencial da Palavra, levando à sua plena eficácia”, detalha padre Ademilson.

 

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600