Novos bispos destacam a unidade e o chamado ao serviço pastoral como desafio em suas dioceses

Autor Claudio Geraldo | Data 11 de agosto de 2019



Oferecer maior aprofundamento a respeito da missão confiada ao bispo. Esta é uma das metas do curso para novos bispos promovido pela Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que este ano celebra a 30ª edição. Entre os 13 novos bispos nomeados recentemente pelo papa Francisco, dom Darley Kummer, dom Edson Batista de Mello e monsenhor Hernaldo Pinto Farias destacam a unidade e o chamado ao serviço pastoral como desafio em suas dioceses.

Nomeado em 10 de abril deste ano como bispo auxiliar para a arquidiocese de Porto Alegre (RS), dom Darley José Kummer, que é especialista em juventude, disse que esse convite é um chamado a exercer com mais profundidade o ministério da vida episcopal já que a Igreja é uma riqueza, uma diversidade muito grande.

“A gente preza pela unidade e pelo espírito de comunhão em meio a tudo isso. A Igreja de Cristo é muito rica e essa diversidade que nos transforma enquanto pessoa e enquanto protagonista nesse discipulado, nesse segmento de Jesus. Então, como bispo a gente tem essa alegria, essa esperança de animar também as nossas comunidades. Somos parte desse povo de Deus. Então, nos animamos e como cristãos, de fato, e também como bispo vamos prezar por isso em nossas comunidades”, destaca.

Estar a serviço 

Outro gaúcho nomeado por Francisco recentemente foi dom Edson Batista de Mello. Ele era do clero de Novo Hamburgo (RS) e com a nomeação, em 22 de maio, passou a ser bispo da diocese de Cachoeira do Sul (RS). Sua ordenação está marcada para o próximo domingo (11) e a posse para o dia 25 de agosto.

Para dom Edson, o curso contribui não só pelos temas que são abordados, mas também pelo testemunho e vida dos próprios bispos que são os orientadores. Além de ser um espaço importante para tirar dúvidas em relação ao ministério episcopal.

“Vejo como um grande desafio pastoral e ciente da responsabilidade, da importância, da grandeza do chamado e me colocando à disposição, não só do clero, mas também todo povo da diocese de Cacheira do Sul. Com ajuda e o auxílio dos padres e de toda a comunidade também poder exercer meu ministério pastoral”, ressalta.

Unidade

No Nordeste, a diocese de Bonfim (BA) recebeu, há menos de um mês, a nomeação do novo bispo. Monsenhor Hernaldo Pinto Farias, da Congregação do Santíssimo Sacramento, foi nomeado pelo papa Francisco no dia 17 de julho.

Ainda aguardando a ordenação, monsenhor Hernaldo, que já foi assessor da Comissão de Liturgia da CNBB, diz que é muito importante participar do curso, pois é um momento de comunhão entre os bispos, além de todo aprendizado institucional da CNBB enquanto órgão de mútua ajuda e colaboração, que gera esta comunhão do episcopado no Brasil.

“Estamos atualizando alguns elementos, sobretudo, do nosso ministério, do nosso múnus episcopal para servir à Igreja. Uma Igreja particular que tem características próprias, suas necessidades próprias, desafios, mas que também está dentro de um conjunto maior que é a Igreja no Brasil”,conta.

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600