Dia de Finados

Autor Redacao | Data 1 de novembro de 2019



 

O dia 02 de Novembro lembra todos os fiéis defuntos, todos aqueles e aquelas que nos precederam na vida histórica. É uma cerimônia comemorativa de vida na vida com Deus Uno e Trino. De fato a morte dos nossos queridos ganha o sentido a partir da morte e ressurreição de Cristo; porque como o Senhor morreu sobre a cruz por nós e ressuscitou assim também os nossos defuntos passarão da morte à ressurreição. Por isto rezemos com fé, unidos a Cristo ressuscitado em meio de nós, por todas as pessoas mortas na paz do Senhor, os nossos pais, amigos, amigas, jovens, crianças que não se encontram mais fisicamente entre nós, mas agora vivem outra realidade, aquela divina e por isto eles estão junto de Deus. Eles não estão longe, mas junto de nós, pelo fato que ele vivem em Deus; dizia Santo Agostinho. Um dia ressurgirão; nós acreditamos sobre a Palavra de Cristo. Pela morte, o corpo volta ao nada, porém um dia ele ressuscitará para a vida eterna. Neste sentido, dizia Tertuliano, Deus é justo e misericordioso.

 

A palavra de Deus coloca entre outros dados, o valor da oração pelos mortos. Nós rezamos pelos nossos falecidos para que Deus lhes perdoe de todos os pecados, ele tenha misericórdia de suas vidas e conceda-lhes a vida eterna. Devemos rezar pelos vivos, sim, para que haja paz, amor entre as pessoas e os povos, todos caminhem unidos na diversidade. Mas nós não podemos esquecer aqueles que partiram no meio de nós. A ressurreição da carne é um dado bíblico, cristológico, um dado que a mesma palavra de Deus reforça de uma forma consistente. A todos aqueles que morrem piedosamente, está reservada uma bela recompensa. Deus dará um belo prêmio, que é a sua própria vida para os seus filhos. Nós dizemos no creio: ‘creio na ressurreição da carne’. Nós acreditamos que este corpo, que volta ao nada, ao pó, pela morte, um dia ressurgirá. Nós carregamos esta certeza porque Cristo mesmo disse: todo aquele que vive e crê nele não morrerá jamais (Jo 11,26).

 

É obra de misericórdia fazer uma visita ao cemitério. Se der participemos da missa que será celebrada, ou pela celebração da palavra. Tenhamos a certeza que a morte não é o fim de tudo, mas é o início de uma nova vida, junto com Deus e com todos aqueles que confiarem em seu amor. Os anos que o Senhor nos conceder de vivê-los sejam de preparação para aquele dia e àquela hora para estar diante dele com obras boas que enaltecerão o seu nome e tornou a realidade humana, com a graça de Deus, um pouco melhor pela nossa passagem neste mundo. Pedimos o descanso eterno para todos os nossos entes queridos. O Senhor tenha misericórdia deles e delas. Ó Pai, para os que crêem em Vós, a vida não é tirada, mas transformada e desfeito o nosso corpo mortal nos é dado nos céus um corpo imperecível.

 

 

Dom Vital Corbellini

Bispo de Marabá – PA

 

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600