Portal da Diocese de Caratinga - De cara com as eleições

De cara com as eleições

Autor Claudio Geraldo | Data 1 de agosto de 2018



Estou preocupado com apenas uma coisa: o voto. Você vai votar ou não? Minha preocupação é tirar essa pergunta da cabeça do povo. Votar é exercitar sua cidadania. É dizer que você é importante. Você deve votar. É isto que pede de você a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Nas redes sociais estão falando que se a maioria votar nulo, as eleições são anuladas e os candidatos perdem seus direitos. ISTO É MENTIRA. Precisamos de muito senso crítico nestas eleições. Você não deve votar nulo, deixar de votar ou votar em branco. Fazendo isto você está favorecendo a corja que hoje nos explora.

 

Está dando nojo ver noticiários. Estamos como urubus alimentando nossa mente de dia e de noite com a carniça da corrupção, violência, acidentes, prisões, mortes. Isto que engolimos todos os dias nos faz um mal terrível, nos enche de negatividade – energias negativas que vão nos tornando pessimistas e sem vontade própria. Há tanta corrupção e descrédito que muitos não querem nem votar, único ato de poder que nos restou, única riqueza que ainda temos e que muitos não enxergam mais. Roubaram nossa liberdade e tentam destruir a beleza da nossa vida, dom maior do Criador – um Pai que é apaixonado com tudo o que criou, sobretudo, sua obra prima, que é o ser humano que hoje está perdendo sua dignidade, trocada pelo dinheiro, pelo lucro, pelo mercado. Na alquimia das ambições insaciáveis o homem virou coisa e a coisa virou gente. Se produz serve, se não produz é descartado. Roubaram nossa dignidade. Como copinhos de plástico estamos sendo descartados. Basta que não produzamos ou que prejudiquemos a produção, ou atrapalhemos o lucro voraz dos que nos exploram desde que nosso país foi invadido pelos portugueses com a grande glória da falsa palavra: descobrimento. Trocaram a palavra invasão pela palavra descobrimento! Quem aqui morava foi ignorado e aos poucos dizimados. Hoje não há espaço para os índios, quilombolas e negros como se houvesse no Brasil gente de sangue puro, ou seja, gente em cujas veias não corra um sangue misturado com uma boa porcentagem de sangue indígena, negro, etc. O governo governa para uns poucos milhares de milionários. O resto – a grande maioria – é descartada, vai perdendo cada vez mais seus direitos de cidadão.

 

Meu irmão, minha irmã, SÓ O SEU VOTO MUDA ISTO. Prepare-se para estas eleições com consciência, com cuidado, com carinho. Eu sei que está difícil, faltam opções, mas não se esqueça: Você é importante e você mostra sua importância votando conscientemente. Não desperdice o seu voto, não venda sua dignidade. Só você pode transformar o Brasil em Pátria amada.

 

Dom Emanuel Messias de Oliveira

Bispo diocesano de Caratinga

 

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600