Celebração em Mutum recorda tradicional dia da Santa Cruz

Autor Claudio Geraldo | Data 13 de maio de 2019



A Paróquia de São Manuel, de Mutum, recordou no último dia 3 de maio, a tradicional celebração do dia da Santa Cruz. Fiéis de toda a cidade peregrinaram até o Morro do Cruzeiro, levando cruzes enfeitadas, às cinco e meia da manhã.

 

O pároco local, padre José Marcelino Pereira, presidiu a eucaristia, que contou com a benção das cruzes. Durante a celebração, valorizou a Cruz de Cristo como sinal do amor e da doação de Jesus por nós, que nos dá a salvação.

 

Conforme a tradição, o dia 3 de maio teria sido o dia em que supostamente a Cruz de Cristo foi encontrada.  A tradição de enfeitar a cruz, remonta ao século IV, com o Imperador Constantino I, tendo se espalhado por vários países.

 

Com os padres Jesuítas, desde o início da colonização, a veneração à Cruz se espalhou no Brasil, perpetuando o costume de celebrar a data.  Desde a época das grandes fazendas de escravos, era comum cada local ter uma cruz na chegada para abençoar as terras, as famílias e os animais. O costume ficou arraigado entre os brasileiros, que se unem para enfeitar a cruz da melhor forma possível, seja com papel colorido, fuxico ou chita.

 

Posteriormente, a liturgia passou a privilegiar a Festa da Exaltação da Santa Cruz, em 14 de setembro, levando o costume de enfeitar as cruzes em 3 de maio a um certo esquecimento. Muitas comunidades, no entanto, fazem questão de celebrar a data.

 

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600