10 ensinamentos do papa Francisco para as famílias

Autor Claudio Geraldo | Data 6 de agosto de 2017



Nosso querido Papa Francisco não se cansa de falar sobre a família. Basta lembrar os dois sínodos de bispos para tratar da “Vocação e missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. Quem não leu ou ainda não ouviu falar de sua Exortação pós-sinodal “Amoris Laetitia”, que trata do amor na família?

 

Quais são os 10 ensinamentos do Papa Francisco para as famílias?

 

 1. A importância de sonhar: O papa diz para os casais “Nunca deixeis de ser namorados!” A família não pode deixar de sonhar dias melhores, de aprofundar o amor interpessoal, de lembrar o  amor indissolúvel, de curtir filhos amorosos, de ter um diálogo constante, exercitar-se nas orações diárias, no perdão contínuo, na profunda comunhão de vida.

 

2. A família nos ensina a abertura ao outro. É na família que nos matriculamos na escola do amor, das relações interpessoais, fraternas e dos principais valores da vida.

 

3. Sem a família não há humanidade. Não se pode conceber a humanidade sem sua base que é a família. Constituir uma humanidade sem referência direta à família seria um absurdo e constituiria um mundo sem valores, onde fatalmente o homem perderia sua dignidade e o rumo da vida.

 

4. Ideologias que destroem a família: A família não pode deixar-se instrumentalizar diante dos contra-valores de uma sociedade fragmentada, relativista, violenta e corrupta, vivendo uma cultura de morte, sem o mínimo respeito à vida.

 

5.A crise da família: Ninguém pode ignorar que a crise geral dessa mudança de época respinga na família. A fragilidade dos vínculos familiares é muito grave, porque atinge a célula base da sociedade, “o espaço onde se aprende a conviver na diferença e a pertencer aos outros e onde os pais transmitem a fé aos seus filhos”.

 

6. Cada filho é um milagre de Deus: “Um filho é um milagre que muda a vida.” Cada pessoa humana é única. Neste sentido o filho é uma bênção e um tesouro no seio da família.

 

7. “Perder tempo” com os filhos: Os pais não podem estar distantes dos filhos; pelo contrário, deve perder tempo com eles, brincar com eles, pois isto os fortalece e educa.

 

8. O amor supera a dificuldade: Não existe uma família que não tenha seus problemas e dificuldade, mas se tudo é vivido no amor, ela é capaz de superar suas crises.

 

9.Nunca deixar as pazes para depois: Quem não se exercita no perdão não tem paz na alma nem comunhão com Deus. Olhe que lindas palavras do Papa Francisco:  “Mas dou-vos um conselho: nunca deixeis terminar o dia sem fazer as pazes”.

 

10. A harmonia que vem de Deus: A família é o lugar do encontro, da paz, da harmonia. É ali que aprendemos a beleza de Deus como fonte de vida, de amor, de harmonia e paz. A fonte da harmonia é a Trindade. Só Deus sabe criar a harmonia a partir da diversidade. A presença de Deus gera alegria, amor, misericórdia e uma paz profunda. Termino minha interpretação sobre “os 10 ensinamentos do Papa Francisco com estas três palavras que ele disse que devem existir sempre em casa: “com licença, obrigado, desculpa”

 

 

Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus.

 

A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

 

 

É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença.

 

 

Dom Emanuel Messias de Oliveira

Bispo diocesano de Caratinga

Mitra Diocesana de CaratingaPraça Cesário Alvim, 156Caratinga - MG35.300-000 - (33) 3321-4600